5.5.10

Eu só quero é ser feliz!

Não, não sou funkeira (apesar da música-título deste post ser um funk com uma letra bem decente!). Mas estou mesmo querendo ser feliz. Você já ouviu dizer que não devemos ver revistas de moda? É que a gente fica babando naqueles penteados, naquela maquiagem, naquelas roupas lindas... E, quando cai na real, vê que não tem aquele sapato lindo para combinar com a cinturinha de pilão (iguais aos da modelo da foto), e bate aquela tristeza...


Com a nossa casa é assim também. Você já reparou que nas revistas de decoração os ambientes estão sempre arrumadíssimos, com nadica fora do lugar e tudo milimetricamente arranjado? Agora, me diz, na sua casa é assim também? Vai me dizer que de vez em quando não tem um sapato jogado na sala, um pente em cima da bancada do banheiro ou um copo para lavar na pia? Claro que tem! E a gente fica se martirizando, sofrendo, querendo uma "casa de revista".

Quer saber por que eu tô falando tudo isso? Porque até hoje eu sonhava com uma casa bem provençal, com móveis de perninhas torneadas, madeira de boa qualidade, lustres de ferro e tecidos florais. Além disso, queria uma casa com tudo no lugar, arrumadinho (isso não significa que seria EU quem iria arrumar, ok? rs...). E o que estava acontecendo com a minha pessoa? Estava ficando maluca, pensando em assaltar o dinheiro guardado para a reforma do apê para comprar uma poltrona Luís XV (caramba, hein, como esses móveis são caros!). Ok, continuo achando a tal poltrona linda de morrer. Mas, por enquanto (deixa eu repetir: POR ENQUANTO), não é para mim!

E agora eu decidi: vou é ser feliz com a minha casa. Deixá-la alegre, divertida e cheia de coisas para olhar e sorrir. Nada de mesas sisudas ou móveis antigos, daqueles que você tem tanta paixão e gastou tanta grana que dá até medo de colocar a mão. Fico com os meus móveis usados, mas já cheios de histórias para contar...

Quer saber o que é sorrir quando olhar para um cantinho da sua casa? É isso aí, ó:

Um cantinho colorido.


Plantinhas no jardim.


Tudo organizado, no seu devido lugar. E com muito charme!


Um baú ao pé da cama, repleto de almofadas mantas quentinhas.

Almofadinhas queridas! Feitas por mim!


O meu preferido: quadrinho em ponto cruz e abajour!

Imagens: BHG

Este mês comprei algumas peças de uma verdadeira artista, que vão me ajudar nessa árdua tarefa de transformar a minha casa em um lar. Assim que elas chegarem, mostro para vocês. Por falar nisso, como sou nova nessa história de ser dona de uma casa, alguém aí sabe como se transforma um apartamento antigo e com móveis usados em um verdadeiro lar? Tenho pensando tanto nisso... E acho que vamos falar bastante no assunto por aqui.

Beijocas a todas!

PS: Gente, o seminário da semana passada foi mesmo fantástico. E, por conta dele, terei novidades em breve! Obrigada por continuarem passando aqui mesmo na minha ausência... Vocês são umas queridas mesmo... :-)

16 comentários:

Dona Amélia disse...

Aprendi, a duras penas tb, que tudo que é idealizado é perfeito demais pra s e tornar realidade. Então tenho tentado deixar tudo o que tenho ideal pra realizar meu sonho de felicidade, assim tudo fica bem mais possível né? Do que adianta tudo perfeito se temos medo de tocar e usufruir? Tu tá certinha frô...

Um xerinho
Paty

Lu Pietra disse...

Olá Natalia....vim botar mais fogo na lenha....procure montar sua casa para voce...com sua historia...isso não impede de sonhar com a tal cadeira...e mais para frente te-la...mas não podemos viver ...com coisas ...que só irão servir para mostrarmos aos outros...vc é jovem tem sonhos...não desista deles...mas se permita viver num lar...e não numa capa de revista...
Construi minha casa com tudo reciclado...por comtribuir com a natureza...para o meu bolso e por que cada peça que la esta tem haver comigo com minha historia e de minha familia...o que a midia...oferece muitas vezes não tem nada haver conosco...
Passe la nomeu blog..de umaolhada na coisas que transformamos...quem sabe vc se inspira...a botar a mão na massa....ah...e qto tudo arrumadinho demais...fica parecendo colégio interno...ou hospital...desculpe....por dar palpites...a vida é muito curta e temos que curti-la e não perder tanto tempo com futilidades...

Beijos....

Nathalia disse...

Meninas, vocês estão certíssimas! A gente tem mais é que viver o nosso lar, a nossa casinhas, e não apenas tê-las para mostrar para os outros. A lição é dificil, mas um dia eu aprendo...

Beijoca nas duas!!!

Lola Sciwinzki disse...

Oi.
Menina eu sou péssima dona de casa.
Não sei arrumar a casa, morro de arrumar e nunca fica arrumada. Odeio serviços domésticos e tb sou nova nessa de dona de casa.
E isso é bem temporário.
Em agosto volto pra faculdade e não terei tempo pra nada.
Graças a Deus existem as faxineiras.
Qnto aos móveis, eu comprei muita coisa usada e em ótimo estado, em tudo vai dando se um jeito.
Logo vc vai ver que casas de revistas são utópicas.
Eu sempre me pergunto se essas casas não tem coisas pra guardar. Tem coisas que vc nunca nem acha um lugar pra elas e nada disso aparece nas revistas.
Bjs.

Nathalia disse...

Oi Lola!

Foi Deus quem fez as faxineiras, pode apostar... heheheh

Agora, você tem razão: essas casas de revista simplesmente não têm vassouras e rodos para guardar, além de aspiradores de pó, bujões de gás, latas de tinta...

Beijo!

Nárriman disse...

Amiga, não esqueço de você de jeito nenhum e penso em arrumar o mais rápido possível meu cantinho, para ter coragem de receber amigas aqui. por enquanto ele ainda está feinho...rssss
Olha, estava dando uma olhada no blog da Laély e ela está com uma postagem sobre o assunto que você aborda aqui, viu?
Concordo plenamente com vc! O negócio é criar, colocando o coração como guia, assim a casa vai ficando cada vez mais acolhedora e bonita!
Bj
Bjs

Solange Fernandes disse...

Nathi sei bem como é isto , as vezes tenho minha hora devaneios,Mas passaamiga.Rsrsrs.
E dando uma reformada aqui, trocando uma almofada ali, pintando uma parede.As coisas vão melhorando. BJS

raquel disse...

Mag, não fique desanimada nem gaste o dinheiro da nossa reforma hein?!
Hoje comecei a dar uma olhada nas fotos antigas que quero organizar, catalogar e arquivar no PC para fazer o download depois (tudo isso para não perder as fotos que amarelam, desbotam ou somem, aff!).
E sabe o que eu achei? Fotos dos meninos na época que nos mudamos para cá e a casa estava por terminar... Aí me lembrei quanto tempo passamos até conseguir terminar a obra e mobiliar e decorar tudo...
Por isso posso falar: tenha paciência e dê um passo de cada vez que você vai conseguir tudo que deseja para seu apartamento que já está lindo!
Bjs carinhosos

Cin disse...

Ah mas é por aí mesmo que as coisas funcionam!!! Eu tambem queria estalar os dedos e ter tudo o que desejo, mas nao dá! E olha, sou muito mais a vida assim, comprando as coisas aos poucos, reiventando pecas, se virando! E assim, devagar e pechinchando a gente acaba fazendo algo caprichado!!!

Um grande beijo!

Marcia disse...

Oi, Nath, tudo bem? Acompanho seu blog há tempos e acho que vc está se saindo tão bem! Tenho cá comigo que para nossas casas serem lindas e aconchegantes, elas têm que ficar bem diferentes daquelas das revistas de decoração, rsrs. Brincadeira. Na verdade, acho que as revistas e sites de decoração são excelentes para nos darem ideias, mas que nossas caras precisam ter nossa cara e nosso coração. Eu sei que minha casa está longe de poder aparecer no Casa.com, rsrs, mas para mim é a casa mais bonita do mundo. Amo cada cantinho, cada enfeite que compro ou faço, cada prateleira que namorido coloca. Tenho ainda muitos projetos, e, é claro, isso porque ainda estamos falando da minha casinha alugada (que é onde vivo atualmente). Mas é claro que não vou esperar construir minha casa para ser feliz. Concordo com vc: temos que ser felizes agora, com o que temos e com o que dá. E, é claro, projetar para o futuro. Continuar sonhando e lutando para conseguir realizar o que queremos.
É uma aventura, não?
Beijoca.

Veronica Kraemer disse...

Ná, eu achei muito pertinente tudo o que vc. disse, e realmente aquelas casas de revista duvido serem sempre daquele jeito...rsrsrsrsrs
Olha, Ná, vc. sabe que eu vivo reformando móveis, meus e de clientes, e posso te garantir que ficam lindos mesmo !!! É só ter boa vontade, como eu disse lá no post. Mas quando a gente quer muito algo, devemos ter força, né?
O que vc. precisar estou aqui, se quiser dicas e etc. ...
Muito obrigada pelo carinho, viu?
Beijão e boa sorte com suas mudanças
Vero

Rosana Remor disse...

As almofadas que você fez ficaram muito fofas!!Beijos!!

Karen S. disse...

Adorei os vazinhos e o baú!!!!
Boa sorte com as mudanças!!! bjos

*~* Coisas da Bruxinha *~* disse...

OI Nat , olha eu durante muito tempo sonhei com coisas meio impossiveis , quando mudei para esse apto falei que ele era tão grande que eu ia levar dez anos pra mobiliar e não é que já fazem 16 que moro aqui e ainda falta muuuiiita coisa?? Tb teve minha separação no meio disso e um novo amor, então vida nova , agora é que estou dando a minha casinha uma nova cara e ela está como eu gosto aos pouquinhos, até pq não tem como , dimdim pra fazer tudo que gostaria.
Na minha casinha tem sempre bagunça sim, passamos o dia todo na rua não dá pra ficar tudo arrumadinho
sempre. Mas somos felizes ,e agora eu uso tudo que tenho não deixo pra amanha não hehhe. Um beijo e feliz dia das mães !! Leila

klessa disse...

Olá,
Sou seguidora do seu blog, sempre que posso dou umas voltas por aqui.
Aproveito a ocasião para convida-la á participar de um sorteio realizado no meu blog "klessa's Brechó & Cia" Estarei sorteando uma linda blusa de oncinha, muito fofa!
Participe: http://eboockdigital.blogspot.com

Sandra disse...

Pois é Nathalia, a gente sonha com a casa de revista, mas a realidade é bem diferente né? Mas quer ver toda essa angústia passar: olhe para a linda casa de revista e pense: essa casa se parece mesmo comigo? Dificilmente você verá uma casa inteirinha com a sua cara, até hoje eu não achei.
Então, o jeito é ir fazendo a nossa devagarzinho, almofadinha por almofadinha. Gostou do sofá branco? Faça uma capa pro seu! É bem melhor, porque eu já tive sofá branco e só me deu desgosto.
É outro ponto. Casa organizadinha demais só é possível se as pessoas não tiverem liberdade, e eu quero mais é aproveitar cada cantinho!
Você está fazendo coisas lindas e uma máquina de costura pode transformar uma casa!
Beijos

 
PageRank