23.11.10

Jingle Bell, Jingle Bell...

10 comentários
Minha nova árvore de Natal!

Pois é, meninas, o fim do ano está aí e com ele a época mais linda, mais feliz, mais divertida, mais "família", mais luxo, mais tudo-de-bom do ano: o Natal!!! Vocês que me acompanham sabem que eu amo essa data maravilhosa (afinal, o menino Jesus nasceu, não é? Precisamos comemorar!) e que, por mim, passaria o ano inteiro inventando enfeites natalinos.

Vontade para armar a árvore eu já tinha, mas estava faltando tempo. Até que, no domingo, intimei o namorado (que no início ficou só olhando, meio bobo com meu entusiasmo, mas depois ajudou a pendurar bolinhas e lacinhos) e enfeitamos a casa.

Algumas idéias são bem tradicionais, mas a que eu mais gostei foram as bolas violetas em cima da mesa. E essas bolas têm história: comprei-as assim que as lojas começaram a oferecer produtos de Natal este ano. Pensei em encher minha árvorezinha de bolinhas douradas e violetas, para combinar com a parede berinjela. Ui, que luxo! Minha árvore era pequenininha (olha ela aqui), e essas poucas bolinhas seriam suficientes para ela.

Foi aí que mamãe, que não fica assim tão animada com o Natal quanto eu, disse que a árvore dela estava muito feia e iria para o lixo. De-ses-pe-rei! A árvore dela é enorme perto da minha!!! Vocês acham que eu ia deixar uma árvore de Natal ir para o lixo assim, coitadinha? Claro que não! Passei a mão na árvore e trouxe para a casinha (olha a foto dela aqui em cima, já enfeitada).

E aí vem a segunda parte da história: a cunhada, que está de casa nova, estava louca por uma arvorezinha de Natal. E eu, sem pensar duas vezes, cedi minha pequena árvore para ela enfeitar a casinha. Assim, ficamos nós duas felizes, né?

E o que as bolas violetas têm a ver com tudo isso? É que eu comprei pouquíssimas bolas, só para a árvore pequenininha mesmo. E como minha árvore tomou chá de fermento e cresceu, aquelas poucas bolas sumiriam na árvore maior. Resultado: foram reaproveitadas e se transformaram em um lindo arranjo natalino.

Enfim, depois de tanto lero-lero, dê uma olhada nas fotos da casinha enfeitada:

Olha aí as bolas violetas fazendo bonito perto da parede berinjela!

O fogão novo (presente da mamys) também não escapou da decoração.

O móvel da sala ficou com ciúmes e também ganhou uma árvore de Natal.

Muito bom ver a casinha respirando Natal... E seu eu disser que ainda não acabou, vocês acreditam? Falta ainda montar o presépio (aquele lindo e cheio de emoção, com participação especial do meu super-pai) e costurar todas as coisas que eu separei para esse Natal. Tem jogo americano, toalhinha, mais enfeitinhos para a árvore... Ixi, acho que até o Natal que vem eu termino, rs...

11.11.10

Copos para a casinha

13 comentários
Tem um ditado que diz: "Quem tem amigos não morre pagão". Gosto muitíssimo desse provérbio, acho profundo e muito verdadeiro. Em vários momentos da minha vida pude perceber como uma mão amiga se estende no meio da confusão, ou como uma pessoa próxima te oferece exatamente aquilo que você estava precisando. Impressionante, não é?

E o que isso tem a ver com os copos do título? É que, com o fim da reforma, várias colegas de trabalho me cobravam quando seria a "inauguração" da casa nova. E eu dizia: assim que eu comprar os copos, porque na reforma os pedreiros acabaram com quase todos (me restaram apenas 3... E se eu for contar só a mulherada da empresa lá se vão 13 meninas). Ou seja, precisava primeiro comprar os copos para depois convidá-las. Mas eu não queria qualquer copo: queria um bom, bonito e barato. E ainda não havia achado.

E não é que uma dessas mocinhas, a Flavia, resolve me fazer uma surpresa? Ela me chamou em sua sala e disse, com uma voz tímida: "Eu ouvi você dizendo que ainda não tinha copo, vi esse conjuntinho na loja e achei a sua cara. Aí comprei para você". Pode isso, gente? Assim eu me desmancho tooooooda! E, para completar, a Elis, companheira de sala da Flavia, coincidentemente também havia comprado um conjuntinho de copos para mim, no mesmo dia. Resultado: hoje tenho mais de 14 copos em casa. E numa tacada só!

Coisa mais fofa! (é normal a gente namorar as coisas da casa assim? Já ouvi falar de gente que faz carinho na mesa de jantar...)

Esses copinhos com florzinhas coloridas na base foram presente da Flavia. E os copinhos foscos com rosas amarelas, da linha Vintage, foram dados pela Elis.

Agora me diz: o ditado aí de cima está certo ou não está? No meu caso ainda dá para dizer: quem tem amigas, não fica sem copos! :-D

Beijocas em todas as bochechas e bom feriado para todas nós!

PS: A casinha ganhou alguns outros presentes. Mostro nos próximos posts, tá?

6.11.10

A casa depois da reforma

20 comentários
Que coisa boa poder voltar para o bloguito! Depois de quase dois meses sumida, cá estou, com energia renovada e muuuuuitas fotos pós-reforma para mostrar para vocês.

Passei um perrengue danado com o pedreiro no fim da obra. Acho que namorado e eu nunca passamos tanta raiva na vida. Mas, como tudo na vida passa, essa raiva também já passou. E, com o fim da reforma, só restaram os momentos gostosos de curtir a casinha nova.

Como vocês devem estar curiosas para saber como ficou tudo, aí vão algumas fotos fresquinhas da melhor parte da reforma: a hora que ela acaba!

Eis aí a cor da parede de entrada! Berinjela Profundo, da Coral, bem "a la Mari Mari".

Taí, para vocês verem que eu não tô mentindo. Agora, já imaginou quando a mesa for de vidro e as cadeiras bem clarinhas? Será um lindo contraste.

Cabideiro novo para os paninhos de prato. Como eu ainda estou na fase de ciúmes das paredes (evito a todo custo fazer qualquer furinho), a solução foi colocar vários imãs atrás do cabideiro e pendurá-lo na geladeira. E não é que funcionou?

Olha ele aí de pertinho: estava namorando um desses há um tempão...

A lavanderia também já está enfeitada: uma florzinha linda, que o namorado me deu com todo o amor e carinho do mundo.

O banheiro e as pastilhinhas verdes, um dos xodós da casa. Com direito a orquídea para embelezar o ambiente.

Casa "nova" inspira a gente, né? Olha aí a cadeira que eu forrei com chita! Antes ela era estofada em marrom escuro, super sem-graça. Essa cadeira tem mais de 10 anos, acredita? Foi só trocar o tecido e ficou com cara de nova! Ah, nessa foto dá para ver bem como ficou o novo piso, depois de termos que abrir mão dos taquinhos...

E essa aí é a capa da minha máquina de costura quase pronta. Já-já mostro ela para vocês, com direito a novidade!

Ufa, quanta coisa nova, né? Depois de todos aqueles posts empoeirados e com cheiro de cimento, esse aqui está bem mais colorido e alegre, não acham?

Espero que entendam meu sumiço, eu estava tentanto "pôr ordem na casa". Mas agora não largo mais vocês!

Uma beijoca em cada bochecha e um abraço bem apertado em cada uma de vocês!!!
 
PageRank